Por que alguns pacientes com esquizofrenia não melhoram apesar de já terem usado várias medicações?

Como ocorre nas demais áreas da medicina, os quadros clínicos não são uniformes e sempre vamos ter doenças que acometem certas pessoas de maneira mais grave que acometem outras. Há uns cuja pressão arterial elevada é controlada com apenas uma medicação, enquanto há outros que necessitam tomar várias medicações para obter o controle adequado.

No caso da esquizofrenia,  a falta de resposta ao tratamento medicamentoso (isto é, com antipsicóticos) pode ser devida ao  próprio curso da doença, o que torna o paciente refratário ao tratamento antipsicótico. Isto acontece em aproximadamente 30% dos pacientes tratados adequadamente.

Outra causa de ausência de resposta ao medicamento pode ser a falta de adesão , isto é, o paciente deixa de tomar algumas doses ou mesmo todas as doses da medicação. Eventualmente, este comportamento leva o paciente a se tornar refratário ao tratamento.

O uso e abuso de drogas é um fator importante de prejuízo ao tratamento tanto porque estas drogas em geral (maconha, cocaína, crack) provocam os sintomas que as medicações combatem como também o uso de drogas é associado à falta de adesão medicamentosa.

Uma patologia médica superposta à esquizofrenia pode estar associada à exacerbação dos sintomas da esquizofrenia, seja uma patologia clínica, como o diabetes não controlado ou patologias psiquiátricas, como um episódio depressivo.

Por fim, eventos psicossociais não devem ser descartados quando o paciente não responde adequadamente ao tratamento. Nestes casos, deve-se sempre investigar se o paciente está passando por conflitos familiares ou uma situação habitacional inadequada.

(Visited 3 times, 1 visits today)